Dietas sem Carboidratos VS Baixo Teor de Carboidratos

A verdade sobre dietas com baixo teor de carboidratos versus refeições com controle de carboidratos

Por Mike Geary, Personal Trainer Certificado e Especialista em Nutrição
Autor dos Best Sellers: Cozinha Queima Gordura & 101 Alimentos Antienvelhecimento

sem carboidratos?

Um dos problemas que vejo com as dietas é que ninguém parece concordar sobre o que realmente significa “baixo teor de carboidrato”. Uma pessoa pode pensar que “baixo teor de carboidrato”, é obtido em uma dieta do estilo Atkins com salsichas, linguiças, e carnes processadas com nitratos na quantidade que você quiser e praticamente nada de alimentos a base de carboidratos.

Outra pessoa pode ver “baixo teor de carboidrato” como consumir apenas 40% das calorias diárias de carboidratos, em vez do tradicional e recomendado valor de 55% a 60%.

Se você pensar dessa forma, uma dieta 40/30/30, onde a maioria das calorias é proveniente de carboidratos, obviamente, não podemos chamá-la de dieta com “baixo teor de carboidrato”… mas ainda assim, algumas pessoas vão chamá-la de “low carb”. Devido a estas diferenças drásticas na forma como as pessoas enxergam o termo “baixo teor de carboidrato”, às vezes meus clientes ficam confusos quanto ao que eu recomendo.

Primeiro de tudo, eu não recomendo “baixo teor de carboidratos” ou “alto teor de carboidratos”, por si só. Eu não acho que é de vital importância ter qualquer tipo de relação exata. Eu acho que todo mundo precisa para experimentar por si mesmo como eles se sentem com diferentes proporções de gordura, proteínas e carboidratos.

Afinal de contas, o aspecto mais importante para o seu sucesso é a sua ingestão calórica total versus seu gasto calórico durante um determinado período de tempo.

Mas a ingestão de carboidratos torna-se importante em como ele pode afetar seus hormônios e o açúcar no sangue em seu corpo e estimular desejos. Você poderia dizer a alguém para comer 2500 calorias/ dia com um maior percentual de gordura e proteína e com o número de carboidratos reduzidos e assim essa pessoa terminaria o dia com 2500 calorias porque já se sentiria satisfeito.
No entanto, falar a essa mesma pessoa para comer 2500 calorias por dia, com um alto teor de carboidrato, e ela poderia acabar comendo 3000 ou mais calorias por dia, porque a dieta rica em carboidratos estimula seus desejos e eles acabam te fazendo comer demais.

Eu mesmo, se você colocar um bife grande na minha frente e uma grande pilha de legumes, meu apetite estará satisfeito quando eu terminar a refeição e por horas depois. No entanto, você põe um grande prato de macarrão na minha frente, e eu vou devorar, e ainda repetir, e talvez até mesmo comer uma terceira vez.

Isto é o que acontece com um monte de gente… uma vez que você começa a comer grandes porções de carboidratos, como massas, arroz ou cereais, torna-se difícil de parar e depois de uma hora você estará desejando mais carboidratos de novo!

Então, o que eu descobri que funciona melhor para mim, e para uma grande parcelados meus clientes antigos é comer carboidratos de uma forma controlada. Isso não significa fazer uma dieta estilo atkins, significa reduzir muito os grãos, retirar o açúcar refinado (para um melhor desempenho é melhor evitar), e então, você pode conseguir quase todos os carboidratos saudáveis dos legumes, frutas e, de vez em quando, do feijão.

Isso acaba sendo muito parecido com o tipo de dieta dos caçadores, baseada em carnes, ovos, nozes, sementes, frutas e vegetais, que eu acredito ser a maneira mais saudável de comer.

Às vezes, somos levados a pensar um pouco diferente sobre a maneira de comer que é considerada “normal”, a fim de nos livrarmos de alguns dos grãos inúteis e açúcares presentes em nossa dieta.
Por exemplo, porque precisamos de comer um hambúrguer em um pão? A maioria das pessoas nem sequer pensa em fazer isso de outra maneira, por que isso é o que é “normal”.

Uma das minhas refeições favoritas no almoço ultimamente tem sido cozinhar um hambúrguer de bisão (alimentados a pasto), sem pão e então cobri-lo com queijo, abacate fatiado, cebola picada e salsa.

Eu coloco ao lado uma grande porção de legumes frescos fatiados, como cenouras e pimentas vermelhas, e as vezes coloco um pouco de frutas silvestres ou outros frutos junto também.

O que você consegue com isso é uma refeição muito equilibrada com proteínas, gorduras saudáveis e carboidratos saudáveis ao invés de sobrecarregar a refeição com os grãos refinados do típico pão de hambúrguer.

Pense sobre o seu café da manhã também…

Você realmente “precisa” de torradas com os seus ovos, ou você pode melhorar isso com muitos legumes acompanhando os ovos em vez disso?

É isso que eu gosto de fazer para o meu café da manhã… ovos com queijo, muitos vegetais, abacate (sim, eles são uma das minhas comidas favoritas), e um pouco de chá verde ou branco (ou ultimamente tenho realmente tomado chá mate com manga, uma delícia!) com um pouco de mel puro. Então, eu pego meus carboidratos dos vegetais e um pouco do mel puro em vez do típico pão e suco de laranja que são carregados com carboidratos extras.

…Essas são apenas algumas ideias para ajudar você a pensar diferente sobre onde conseguir seus carboidratos.


Outras Informações que Podem te interessar: